EUA e Iraque têm discordâncias sobre muro, diz almirante

REUTERS

DUBAI - Os Estados Unidos e o primeiro-ministro do Iraque não compartilham das mesmas opiniões a respeito do polêmico muro que está sendo erguido em torno de um bairro sunita de Bagdá, disse na terça-feira o chefe do Comando Central dos EUA, almirante William Fallon.

O primeiro-ministro Nuri Al Maliki disse no domingo que determinou aos militares dos EUA a suspensão das obras da barreira de quase quatro metros de altura em torno do bairro de Adhamiya, parte de uma nova tática militar norte-americana para impedir atentados.

- Há um conflito de opiniões - admitiu Fallon durante entrevista coletiva em Abu Dhabi, segundo a WAM, agência oficial de notícias dos Emirados Árabes.

- Várias explosões possivelmente letais foram na verdade evitadas, e as vidas de muitos inocentes foram salvas porque muitos carros-bomba explodiram perto das barreiras de concreto erguidas em várias partes da capital iraquiana - afirmou.

As obras destinadas a cercar vários bairros turbulentos de Bagdá são duramente criticadas por alguns partidos sunitas e xiitas.