UE reserva até 18 mi de euros para ajudar refugiados iraquianos

REUTERS

LUXEMBURGO - A Comissão Européia usará até 18 milhões de euros (24,46 milhões de dólares), para ajudar refugiados que estão fugindo da insegurança crônica no Iraque, disse à Reuters a principal autoridade do setor de migração da entidade nesta sexta-feira.

Segundo estimativas, entre 40.000 e 50.000 iraquianos fogem de casa por mês para escapar da insegurança, da falta de serviços, do desemprego e do futuro incerto, segundo o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR).

- É de 18 milhões (de euros), anunciarei hoje, disse Franco Frattini, Comissário de Justiça e Migração da UE.

Um assessor de Frattini disse que 11 milhões de euros serão usados em ajuda humanitária na região, e que países da UE receberão até 7 milhões de euros para ajudar a receber refugiados.

Ministros do Interior da UE debaterão o tema dos refugiados iraquianos nesta sexta-feira.

- Vamos debater como implementar uma estratégia de prevenção, porque temos que prevenir fluxos de refugiados, e não somente reagir a eles, disse Frattini.

Cerca de metade dos quatro milhões de refugiados iraquianos estão abrigados na Síria e na Jordânia. Este países dizem ser difícil lidar com os gastos. Cerca de dois milhões de iraquianos estão desabrigados dentro do seu próprio país.

Uma conferência da ONU concordou na quarta-feira em acelerar a ajuda para refugiados iraquianos.

O tipo de ajuda, tanto para os países quanto para os refugiados, será decidido nos próximos meses, disse Antonio Guterres, Alto Comissário da ONU para Refugiados.

Mais de 3.000 soldados dos Estados Unidos e dezenas de milhares de civis iraquianos morreram desde a invasão do país, em 2003.