Morales venceria com ampla vantagem eleições presidenciais na Bolívia

Agência EFE

LA PAZ - Caso as eleições presidenciais bolivianas fossem realizadas nesta semana, o atual governante do país, Evo Morales, venceria com ampla vantagem, de acordo com uma pesquisa de intenções de voto divulgada à agência Efe.

Morales ficaria com 40,7% dos votos e seu rival mais próximo, o ex-presidente conservador Jorge Quiroga, a quem já derrotou em 2005, teria 9,8%.

O governador regional do departamento oriental de Santa Cruz, Rubén Costas, teria 7,1% dos votos, e o líder do partido centrista União Nacional, Samuel Doria Medina, viria logo atrás, com 5,6%.

Aparecem depois, com menos de 5% de intenções de voto, o governador regional de Cochabamba (centro), Manfred Reyes Villa; o vice-presidente do país, Álvaro García Linera, e o ex-presidente Carlos Mesa, entre outros.

Os bolivianos que não votariam em nenhum deles somam 13,4%, segundo a pesquisa, elaborada no fim de março, pela empresa Newlink Political.

Morales venceu as eleições de dezembro de 2005 com 53,7% dos votos, e seu partido, o Movimento ao Socialismo (MAS), teve 50,7% em julho de 2006, no pleito para a Assembléia Constituinte.

No mês passado, Morales anunciou eleições gerais antecipadas para 2008, logo que a Assembléia houver concluído a redação de uma nova constituição, que deverá ser ratificada pelos bolivianos em referendo, no fim de 2007.