Gore se nega a participar de conferência junto a Uribe

Agência EFE

WASHINGTON - O ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, se negou hoje a participar de uma conferência junto ao presidente colombiano, Álvaro Uribe, devido aos supostos vínculos entre o presidente e paramilitares.

- As acusações surgidas este mês são profundamente preocupantes - disse Kalee Kreider, porta-voz de Gore, em comunicado no qual informou que o ex-vice-presidente não participaria de uma conferência realizada hoje, em Miami.

Gore 'acredita que o presidente Uribe deve ter todas as oportunidades para responder a estas acusações'.

- Mas até que este capítulo tão sério da história esteja esclarecido, o senhor Gore achou que não era apropriado participar do ato - disse Kreider.

A porta-voz explicou que Gore aceitou o convite antes que o nome de Uribe fosse acrescentado à lista de participantes.

- Seu nome foi acrescentado muito mais tarde, e a natureza do ato foi alterada - disse.

A conferência é chamada 'Fórum verde', e conta com a participação de líderes empresariais e políticos do continente.

Uribe revelou ontem que havia sido informado, por telefone, que Gore não assistiria à conferência, 'pois não poderia compartilhar a mesa com ele'.