Após terremoto no mar, Japão suspende alerta de tsunami

REUTERS

TÓQUIO - Um terremoto com magnitude preliminar de 6,7 atingiu nesta sexta-feira ilhas no sul do Japão, na costa de Okinawa, disse a Agência Meteorológica do país, mas não há registro de danos nem de feridos.

A agência suspendeu o alerta de tsunami que havia emitido antes por causa das ondas de 50 centímetros de altura formadas depois do tremor, que ocorreu por volta das 10h46 (23h46 de quinta-feira, horário de Brasília).

O centro do terremoto foi 40 quilômetros abaixo do fundo do mar, perto da ilha de mergulho Miyakojima, 1.900 quilômetros a sudoeste de Tóquio, disse a agência.

O terremoto foi seguido por um tremor secundário de magnitude preliminar de 6,2.

Os terremotos são comuns no Japão, que é uma das áreas de maior atividade sismológica do mundo. O país sofre 20 por cento de todos os terremotos do mundo de magnitude maior que 6.

Em março, um terremoto de magnitude 6,9 atingiu a península de Noto, na prefeitura de Ishikawa, 300 quilômetros a oeste de Tóquio. O tremor deixou um morto, mais de 200 feridos e centenas de casas destruídas.

Em outubro de 2004, um terremoto de magnitude 6,8 atingiu a região de Niigata, no sul do Japão, matando 65 e ferindo mais de 3.000.

Foi o pior terremoto em número de mortos desde 1995, quando um tremor de 7,3 matou mais de 6.400 na cidade de Kobe.