Porta-voz nega que o Irã tenha enviado armas ao Afeganistão

Agência EFE

TERÃA - O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores do Irã, Mohammad Ali Hosseini, negou hoje que seu país tenha enviado armas ao Afeganistão, como afirmaram militares americanos.

Hosseini considerou 'sem valor' as acusações americanas, afirmando que 'se devem à impotência e ao fracasso da Casa Branca na região'.

O chefe do Estado-Maior conjunto dos Estados Unidos, general Peter Pace, afirmou na terça-feira que as forças americanas no Afeganistão tinham interceptado armas e explosivos de fabricação iraniana destinados a rebeldes talibãs.

- Insistir sobre as posições infundadas não pode ocultar os crescentes fracassos do Governo americano no Afeganistão - disse o porta-voz iraniano, que reiterou que Teerã apóia os esforços para o estabelecimento da segurança no Afeganistão.

As declarações de Pace foram as primeiras acusações de Washington sobre um possível envolvimento de Teerã nos assuntos afegãos.

Os EUA acusam o Irã de fornecer armamento aos insurgentes no Iraque e de manter um programa nuclear com fins militares.