Forças afegãs e americanas matam 24 talibãs em combate no Afeganistão

Agência EFE

CABUL - Vinte e quatro supostos talibãs morreram durante um combate com tropas afegãs e americanas na conflituosa província de Helmand (sul), informou nesta quinta-feira em comunicado o comando americano no Afeganistão.

Segundo a nota de imprensa, forças conjuntas afegãs e americanas patrulhavam na noite de quarta-feira no distrito de Sangin, quando receberam um alerta da presença de cerca de 40 talibãs que preparavam uma emboscada.

As tropas, que contaram com o apoio aéreo da coalizão da Otan, destruíram quatro veículos nas sete horas de combate, mataram "aproximadamente 24 talibãs', e dois membros da força americana ficaram feridos.

Pouco antes do confronto, as tropas haviam enfrentado quatro rebeldes que iniciaram um ataque com armas leves. Após uma troca de tiros, o Exército afegão conseguiu deter três dos rebeldes.

O distrito de Sangin, situado quase no centro do país, é o núcleo dos combates na província de Helmand, onde a Otan e o Exército afegão lançaram, há um mês e meio, uma ofensiva para expulsar os talibãs, que se fortaleceram na região, e proteger a construção de uma represa próxima.

Nesta quarta-feira, dois talibãs haviam morrido no distrito durante o bombardeio a seu esconderijo por parte da aviação da Otan, segundo um comunicado do comando americano.

Com a chegada da primavera (no hemisfério norte), houve uma intensificação dos atos de violência no Afeganistão, onde no ano passado morreram cerca de 4.400 pessoas, mil delas civis.