Ex de atirador foi primeira a ser morta em Universidade

Portal Terra

WASHINGTON - Uma estudante de 18 anos que teve um breve relacionamento com Cho Seung-Hui, o atirador que matou 32 pessoas na universidade Virginia Tech, foi uma das primeiras a ser morta na tragédia, junto com o aluno veterano Ryan Clark, 22 anos. Emily Jane Hilscher e Clark estavam no dormitório West Ambler Johnston Hall, onde aconteceu o primeiro tiroteio, com duas vítimas. Duas horas depois o estudante sul-coreano se dirigiu a prédio da engenharia, onde trancou as portas e matou 30 pessoas, entre alunos e professores.

Segundo o jornal Daily Telegraph, testemunhas do tiroteio no dormitório disseram que o atirador discutiu com uma garota e depois saiu do prédio. Um supervisor do dormitório, que seria Clark, foi chamado para acalmar a situação. O atirador retornou mais tarde, às 7h15, e atirou em Emily e Clark. Segundo a imprensa americana, Clark foi atingido no pescoço.

As informações levantaram dúvidas se o fim do relacionamento entre Emily e Cho teria sido uma das motivações do massacre.

Emily, descrita com uma popular estudante de ciências, ainda no primeiro ano, teria terminado o relacionamento com Cho.

Segundo o jornal The Sun, uma amiga da jovem escreveu em site em seu tributo uma mensagem lamentando o dia em que ela conheceu o sul-coreano. "Eu lamento que ela tenha se envolvido com este garoto", escreveu Eunnah Park, do Canadá.