Quatro soldados iraquianos morrem em explosão de bomba

Agência EFE

BAGDÁ - Quatro soldados iraquianos morreram esta tarde na explosão de um artefato explosivo na cidade de Faluja, 50 quilômetros a oeste de Bagdá, segundo fontes dos corpos de segurança. A bomba explodiu por volta das 17h (11h em Brasília), perto da patrulha em que as vítimas viajavam, no bairro de Al-Neziza, no centro de Faluja, informaram as fontes, que revelaram que o veículo ficou destruído.

Segundo as fontes, militares que iam em outro veículo da mesma patrulha mataram um homem identificado como Qasem Ebeid, após retirá-lo de uma casa localizada perto de onde ocorreu o atentado. Dezenas de famílias deixaram suas casas na região de Al-Foheilat, no sudoeste da cidade, depois que tropas iraquianas e americanas lançaram uma ampla operação na área, considerada um reduto da organização terrorista Al Qaeda.

Os incidentes ocorrem quase duas horas depois que porta-vozes policiais informaram que três supostos rebeldes iraquianos morreram em um confronto com policiais em uma casa da região de Nazal, no sul de Faluja. Faluja é a segunda cidade em importância da província de Al-Anbar, principal reduto da resistência árabe sunita do país e também do braço iraquiano da organização terrorista Al Qaeda. A maioria dos 3.310 soldados mortos no Iraque desde março de 2003 morreu na província.