Livro de Bento XVI vende 50 mil cópias no primeiro dia nas livrarias

Agência EFE

ROMA - O livro 'Jesus de Nazaré', o primeiro escrito por Bento XVI desde que foi eleito Papa, vendeu em apenas um dia mais de 50 mil exemplares, segundo dados fornecidos nesta terça-feira pela editora Rizzoli.

O livro começou a ser vendido na segunda-feira, coincidindo com o 80º aniversário de Joseph Ratzinger, e, segundo um comunicado da editora, 'já é um extraordinário sucesso editorial'.

A Rizzoli, encarregada pela Livraria Vaticana da venda dos direitos de livro no mundo todo, decidiu imprimir uma nova edição, elevando a tiragem total a 420 mil cópias.

O livro 'Jesus de Nazaré', apresentado à imprensa nesta sexta-feira passada, tem edições em italiano, alemão e polonês. Posteriormente, a obra pode ser traduzida a vinte idiomas.

O texto é a primeira parte de uma obra de dois volumes, na qual Bento XVI analisa a vida pública de Jesus de Nazaré desde o batismo no rio Jordão até a Ressurreição, que começou a escrever quando era cardeal, em 2003, e acabou no ano passado.