Kirchner deixa Venezuela antes do fim de cúpula

Agência EFE

PORLAMAR - O presidente da Argentina, Néstor Kirchner, foi o primeiro chefe de Estado a deixar a Ilha Margarita, na Venezuela, antes do fim oficial da Primeira Cúpula Energética Sul-Americana.

Kirchner deixou Margarita minutos depois das 13h (14h em Brasília), após um ato de despedida no aeroporto internacional de Porlamar, capital da ilha.

Na sala de imprensa da cúpula, onde foram exibidas imagens do presidente da Argentina no aeroporto, os jornalistas venezuelanos e estrangeiros continuavam à espera de confirmar se os presidentes continuavam reunidos ou se já tinha concluído a sessão plenária.

Também não se informou, até agora, se o documento final da reunião presidencial já foi aprovado.