Biden a Bolsonaro: 'Eleições nos EUA são livres, justas e confiáveis'

Bolsonaro colocou em dúvida o sistema eleitoral norte-americano

Foto: Reuters
Credit...Foto: Reuters

Na terça-feira (7), às vésperas de seguir para Cúpula das Américas em Los Angeles e para o encontro com o líder norte-americano, Joe Biden, o presidente Jair Bolsonaro (PL) questionou a transparência das eleições de 2020 nos EUA, e citou que uma suposta "fraude eleitoral" poderia ter acontecido.

Nessa quarta (8), a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil respondeu às declarações do mandatário dizendo que nos EUA as eleições são "livres, justas e confiáveis". 

"As eleições são a expressão mais visível de uma democracia, e os Estados Unidos têm orgulho da longa história de eleições livres, justas e confiáveis que passam por um processo minucioso e resistem ao desafio do tempo", destacou a embaixada. 

O presidente brasileiro duvidou das eleições estadunidenses em entrevista ao SBT News, e chegou a citar que o ex-presidente Donald Trump estava "indo muito bem" na eleição para a mesma ter o resultado que teve.

"Quem diz é o povo americano. Eu não vou entrar em detalhes na soberania de outro país. Agora, o Trump estava muito bem. E muita coisa chegou para gente que a gente fica com pé atrás. A gente não quer que aconteça isso no Brasil. Tem informações de próprios brasileiros que teve gente que votou mais de uma vez", afirmou.

Nessa quarta-feira (8), o chefe de Estado brasileiro seguiu para Los Angeles para participar do evento e para ter um encontro bilateral com Biden de 30 minutos, conforme relatado pelo próprio Bolsonaro na entrevista. (com agência Sputnik Brasil)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais