Papa alerta que guerra pode acabar com humanidade

Em seu Angelus dominical, o líder da Igreja Católica disse que a guerra 'não pode ser algo inevitável' e que as pessoas 'não devem se habituar' com conflitos armados

Foto: Vaticano
Credit...Foto: Vaticano

O papa Francisco voltou a fazer neste domingo (27) um apelo em defesa do fim da guerra na Ucrânia e alertou que a humanidade corre o risco de desaparecer.

Em seu Angelus dominical, o líder da Igreja Católica disse que a guerra "não pode ser algo inevitável" e que as pessoas "não devem se habituar" com conflitos armados.

"Diante do perigo de se autodestruir, a humanidade precisa compreender que chegou a hora de abolir a guerra, de apagá-la da história do ser humano antes que ela apague o ser humano da história", declarou Jorge Bergoglio.

"Por isso, renovo meu apelo: chega, parem, abaixem as armas e negociem seriamente pela paz", salientou. Além disso, o Papa afirmou que a guerra na Ucrânia é "cruel e insensata" e representa uma "derrota para todos nós".

"É preciso repudiar a guerra, lugar de morte, onde os pais e as mães sepultam os filhos, onde os homens matam seus irmãos sem sequer tê-los visto, onde os poderosos decidem e os pobres morrem", disse.
Desde o início da invasão russa, em 24 de fevereiro, Francisco tem feito apelos quase diários pelo fim da guerra e já denunciou o "massacre" da população civil e a transformação de cidades ucranianas em "cemitérios". (com agência Ansa)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais