Trump chama chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA de 'idiota' pela retirada do Afeganistão

Foto:Reuters / Carlos Barria
Credit...Foto:Reuters / Carlos Barria

Em um evento em Mar-a-Lago, em Palm Beach, no estado norte-americano da Flórida, o ex-presidente Donald Trump contou uma conversa que o levou a ficar convencido de que o general Mark Milley, o presidente do Estado-Maior Conjunto dos EUA, é um "idiota de m**da".

Trump disse que ele tinha dito a Milley: "No momento de sairmos [do Afeganistão], quero cada porca, cada parafuso, cada perno […] vamos levar tudo, vamos derrubar as barracas".

Trump continuou seu discurso: "Eles deixaram todas as barracas. Eles deixaram tudo", disse ele, acrescentando em uma pergunta retórica: "Eles não poderiam ter feito voar umas centenas de pilotos para lá e voar os aviões de volta?". 


 

"Eu nunca vou esquecer MIlley dizendo para mim, 'Senhor, senhor, é mais barato deixar o equipamento do que trazê-lo'", de acordo com Trump, então ele perguntou a Milley: "Você acha que é mais barato deixá-lo lá para que eles possam tê-lo do que encher meio-tanque de combustível e levar [o equipamento] para o Paquistão ou de volta ao nosso país?".

Trump disse que Milley respondeu: "Sim, senhor, pensamos que é mais barato, senhor". Depois o ex-presidente dos EUA afirmou: "Foi quando percebi que ele era um idiota de m**da".

O custo de voo de um único avião militar por hora é extremamente elevado. De acordo com o portal Business Insider, o de uma aeronave C-130 usada para transporte de carga e tropas é de US$ 6.604 (R$ 37,324) por hora.

No fim de agosto, as forças dos EUA se retiraram do Afeganistão depois de uma presença de quase 20 anos no país. (com agência Sputnik Brasil)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais