G20 se comprometerá com reforço de sistemas sanitários globais

Grupo ainda vai criar uma força-tarefa para coordenar crises

Foto: reprodução/Twitter
Credit...Foto: reprodução/Twitter

Os ministros da Saúde e das Finanças dos países do G20 se reuniram em Roma nesta sexta-feira (29), às vésperas do encontro dos líderes, e definiram um compromisso internacional para "reforçar os sistemas sanitários nacionais".

"Estamos empenhados em promover uma retomada [pós-Covid] sadia e sustentável através do reforço dos sistemas sanitários nacionais, tornando-os mais inclusivos e resilientes, assegurando o acesso universal aos serviços de cuidados", diz o texto final.

Além disso, o documento indica que o G20 irá criar uma "força-tarefa das Finanças e da Saúde para promover o diálogo e a cooperação global sobre os problemas da preparação e resposta às pandemias".

"Para garantir a inclusão, representatividade e cobertura geográfica, a força-tarefa levará em consideração a adição de membros adicionais não representados no G20, instituições regionais e internacionais", pontua ainda o documento.

O ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, ressaltou que há "um compromisso forte e conjunto para reforçar os investimentos no âmbito sanitário e para os serviços de saúde de vários países".

"A saúde não pode mais ser considerada um custo e essa é a mensagem que queremos passar", pontuou o anfitrião.

Speranza ainda confirmou a informação de que a reunião de cúpula do G20 irá estabelecer a meta de que 70% da população em cada país esteja vacinada contra o coronavírus Sars-CoV-2 até a metade de 2022, acelerando os recursos para garantir que o objetivo seja atingido.

A reunião dos ministros antecedeu o encontro dos chefes de governo e de Estado que ocorre em Roma neste fim de semana.(com agência Ansa)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais