Resto de prédio que caiu nos EUA é demolido antes de tempestade

Equipes esperam que trabalhos de resgate sejam mais seguros

Reuters/Marco Bello
Credit...Reuters/Marco Bello

Entre o fim da noite desse domingo (4) e a madrugada desta segunda-feira (5), autoridades norte-americanas demoliram a parte do prédio residencial Champlain Towers South que havia ficado de pé no dia 24 de junho, após o colapso da maior parte da estrutura.

A decisão foi tomada porque se aproxima da região a tempestade tropical Elsa e também para que os trabalhos de busca dos corpos fiquem mais seguros para as equipes de resgate.

As buscas haviam sido interrompidas às 16h do sábado (3) para a preparação da explosão. Até o momento, apenas 24 mortes foram confirmadas e 121 pessoas continuam desaparecidas. Ao todo, 55 dos 136 apartamentos desabaram naquele dia.

Segundo o prefeito de Surfside, Charles Burkett, os fortes ventos trazidos pela tempestade, que deve atingir a região na terça-feira (6), poderiam causar mais danos na estrutura e apresentar ainda mais riscos para os socorristas.

Já a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, informou que já na madrugada os restos do prédio foram levados para uma área em separado e os especialistas vão entrar em áreas na parte da garagem subterrânea, em busca de possíveis bolsões de ar em que existam sobreviventes.

Ainda não se sabe o que provocou o desabamento do prédio, que ficava na região próxima a Miami e de frente para o mar. Um relatório divulgado pela mídia norte-americana mostrou graves danos estruturais abaixo do deck da piscina, justamente, a área que desmoronou.

Alguns moradores que estavam na parte que ficou em pé do prédio relataram que a piscina foi "engolida" segundos antes das unidades começaram a desabar. Logo após o incidente, 35 pessoas foram resgatadas com vida, mas, desde, então nenhum sobrevivente foi encontrado.

Diversos prédios que ficam na região do Champlain foram evacuados por segurança.(com agência Ansa)