Incêndio devasta vila canadense de Lytton

Fogo começou após três dias de calor implacável

Foto: Reuters
Credit...Foto: Reuters

Depois de três dias de calor implacável, a vila canadense de Lytton foi atingida pelas chamas que devastaram a localidade. Mais de mil pessoas fugiram das suas residências. As autoridades procuram agora prestar ajuda urgente à comunidade. Não há confirmação de mortes.

O fogo se alastrou rapidamente a toda a localidade, e as autoridades não tiveram tempo de organizar a retirada de moradores de edifícios e casas. Segundo o jornal The Guardian, os moradores viram colunas de fumaça encobrindo as colinas a carregaram o que puderam ao abandonar o local.

As chamas destruíram a maioria das habitações e algumas estruturas centrais, como a estação central de ambulâncias e o destacamento da Royal Canadian Mounted Police (RCMP), na vila do Fraser Canyon, na província canadense de Colômbia Britânica. Um membro do governo local disse à TV CBC News que o fogo atingiu 90% da localidade.

Nas redes sociais, os habitantes de 250 moradias procuram informações sobre familiares, amigos e animais de estimação. O desafio das autoridades é tentar confirmar para onde os moradores se deslocaram e tentar conectá-los com as famílias.

A vila de Lytton, localizada a 260 quilômetros de Vancouver, registrou na última terça-feira (27) 49.6ºC. “Estamos recebendo chamadas de pessoas à procura de familiares e amigos, e é muito difícil devido às falhas na rede elétrica e à desativação das redes de telefonia móvel. Mas estamos trabalhando para resolver a situação”, afirmou Scott Hildebrand, o diretor administrativo da Thompson-Nicola Regional District, à CBC News.

Em comunicado, a polícia montada de Lytton afirmou que não é seguro regressar à localidade, e mais de 100 policias foram destacados para ajudar na investigação.

“A situação é continuamente avaliada e, quando for seguro, entraremos na área para realizar buscas de pessoas feridas ou desaparecidas”, disse Dwayne McDonald, comandante da RCMP.

O ministro da Defesa federal, Harjit Sajjan, afirmou que o governo federal trabalha com o governo da Colômbia Britânica sobre a forma de prestar apoio.

“Veremos as formas de apoio necessárias para a reconstrução”, acrescentou Sajjan.

Um vídeo feito por habitantes, e divulgado pela CBC News, mostra a população fugindo da localidade com as chamas destruindo vários edifícios. Ruínas carbonizadas eram o que restava na principal rua da vila.

Edith Loring-Kuhanga, administradora na escola de Stein Valley Nlakapamux, escreveu no Facebook: “a nossa pobre cidade de Lytton foi-se”. E acrescenta que pôs em sua mala uma almofada e o computador e fugiu.(com agência RTP)