China introduzirá política que permitirá ter 3 filhos para combater envelhecimento populacional

Partido Comunista da China vai aliviar a limitação de nascimentos, permitindo que os casais chineses tenham três filhos em vez de dois para combater o rápido envelhecimento de sua população

AP Photo / Ng Han Guan
Credit...AP Photo / Ng Han Guan

Desde 1980, o partido governante impôs limites de nascimento para conter o crescimento populacional, no entanto, agora as autoridades do país estão preocupadas por o número de pessoas com idade apta para trabalhar estar diminuindo muito rápido, enquanto a parcela de população com mais de 65 anos está subindo, aumentando as tensões na economia e na sociedade.

Em uma reunião, as autoridades chinesas decidiram que China introduzirá políticas e "medidas com vista a lidar ativamente com o envelhecimento da população", escreve agência de notícias Xinhua.

Os líderes do partido "salientaram que a otimização da política de fertilidade, implementando a política de um casal poder ter três filhos e medidas de apoio contribuem para melhorar a estrutura populacional da China", relata a mídia. No entanto, não foram fornecidos detalhes sobre quando e como serão realizadas as ditas alterações.

Dados do censo divulgados em 11 de maio sugerem que o declínio populacional da China está ocorrendo mais rápido do que o esperado, colocando sob tensão os sistemas subfinanciados de pensões e de saúde e reduzindo o número de futuros trabalhadores disponíveis para apoiar a parcela crescente de aposentados, avança a agência AP.

Atualmente o gigante asiático conta com uma população de 1,4 bilhão. Em 2015 foram atenuadas as restrições para a maioria dos casais na China, permitindo que pudessem ter dois filhos. Mas após um breve aumento em 2016 os nascimentos diminuíram.

Casais afirmam que eles adiam a decisão de ter filhos devido aos custos associados à interrupção laboral e à necessidade de cuidar de seus próprios pais. (com agência Sputnik Brasil)