Biden pede que Trump faça pronunciamento nacional: 'Não é protesto, é insurreição'

.

REUTERS/Brian Snyder
Credit...REUTERS/Brian Snyder

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, falou nesta quarta-feira (6) sobre o protesto de apoiadores do presidente Donald Trump, que invadiram o Capitólio.

"A esta hora, nossa democracia está sob ataque sem precedentes. Diferente de tudo que vimos nos tempos modernos. Um ataque à cidade da liberdade, o próprio Capitólio", disse Biden.

Biden pediu que Trump faça um pronunciamento em rede nacional e peça calma aos manifestantes.

As palavras de um presidente importam, não importa o quão bom ou ruim ele seja. Na melhor das hipóteses, as palavras de um presidente podem inspirar. Na pior das hipóteses, eles podem incitar. Portanto, apelo ao presidente Trump para ir à televisão nacional agora para cumprir seu juramento e defender a Constituição e exigir o fim deste cerco", disse o presidente eleito.

Biden também escreveu um tweet em que fala sobre os protestos desta quarta-feira (6).

[Deixe-me ser muito claro: as cenas de caos no Capitólio não representam quem somos. O que estamos vendo é um pequeno número de extremistas dedicados à ilegalidade. Isso não é dissidência, é desordem. É quase um motim e deve acabar. Agora.]

DETALHES A SEGUIR