Regulador indiano de saúde recomenda a utilização de emergência da vacina AstraZeneca/Oxford

Índia é a segunda nação mais afetada pela covid-19 em casos e a terceira em número de mortes. País já tem estocadas 50 milhões de doses

Foto: Reuters/Alasdair Pal
Credit...Foto: Reuters/Alasdair Pal

O Comitê de Peritos Temáticos do Ministério da Saúde indiano recomendou nesta sexta-feira (1º) a utilização de emergência da vacina contra a covid-19 feita pela parceria AstraZeneca/Oxford, informou a agência Reuters.

Segundo a Universidade Johns Hopkins, a Índia é segundo país no mundo com mais casos do novo coronavírus (10,280 milhões) e o terceiro em número de mortes (pouco mais de 148 mil).

A vacina desenvolvida pela parceria entre a Universidade de Oxford, no Reino Unido, e a farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca está sendo produzida localmente pelo Instituto Serum que tem estocadas 50 milhões de doses. Ela é conhecida no país como Covishield.

De acordo com fontes, o Comitê recomendou o uso de emergência em determinadas condições. Mas um representante da Organização Central de Controle de Padrão de Medicamentos da Índia (CDSCO), cujos peritos se reuniram pela segunda vez esta semana, recusou-se a comentar.

A Índia quer começar a administrar os imunizantes em breve e está considerando pedidos de autorização de utilização de emergência para vacinas feitas pelo laboratório Bharat Biotech, do país, e pela farmacêutica norte-americana Pfizer em parceria com o laboratório alemão BioNTech.

À frente da Índia, em número de casos, só os Estados Unidos que devem chegar nesta sexta-feira (1º) a 20 milhões. Em número de mortes, a Índia está atrás do Brasil e dos Estados Unidos.(com agência Sputnik Brasil)