Biden recebe vacina contra covid-19 nos EUA e diz que 'não há nada a temer'

O presidente eleito foi vacinado com a fórmula da Pfizer

Foto: Reuters / Leah Millis
Credit...Foto: Reuters / Leah Millis

O presidente eleito dos EUA, Joe Biden, recebeu nesta segunda (21) a primeira dose da vacina contra a covid-19 durante uma transmissão ao vivo na televisão, como parte dos esforços para convencer os norte-americanos que as vacinas são seguras.

O presidente eleito foi vacinado com a fórmula da Pfizer em um hospital não muito longe de sua casa em Delaware, horas depois que sua esposa, Jill Biden, fez o mesmo. As imunizações de Biden e da futura primeira-dama acontecem no mesmo dia em que a vacina da Moderna, a segunda a ter seu uso emergencial aprovado pela Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês), começará a chegar aos estados.

"Estou pronto", disse Biden, antes de receber a injeção de uma enfermeira em um hospital em Newark. "Estou fazendo isso para demonstrar que as pessoas devem estar preparadas quando estiverem disponíveis para tomar a vacina. Não há nada a temer", acrescentou, segundo a agência de notícias AP.
O presidente eleito elogiou os profissionais de saúde e disse que a administração do presidente Donald Trump "merece algum crédito por ter feito isso [a vacinação] decolar". Além disso, Biden pediu aos americanos que continuem utilizando máscaras durante o feriado de Natal que se aproxima e que não realizem viagens, apenas se for realmente necessário.

Outros funcionários do alto escalão do governo dos Estados Unidos se juntaram na semana passada à primeira leva de norte-americanos vacinados contra a covid-19, como parte da maior campanha de vacinação da história do país.

O vice-presidente Mike Pence; a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi; o líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell, e outros legisladores receberam doses na sexta-feira (18). Eles optaram por divulgar o ato de vacinação como parte de uma campanha para convencer os norte-americanos que os imunizantes são seguros e eficazes, em meio ao ceticismo que impera sobre as vacinas, especialmente entre os republicanos.

A vice-presidente eleita Kamala Harris e seu marido devem receber suas primeiras vacinas na próxima semana.

O presidente Trump, por sua vez, ainda não disse quando pretende tomar a vacina. No passado, Trump chegou a espalhar informações erradas sobre os riscos da imunização e escreveu no Twitter no início do mês que "ainda não está programado" quando ele será inoculado, mas que espera fazê-lo "no momento apropriado''. Segundo a agência AP, a Casa Branca informou que Trump ainda está discutindo o momento certo com seus médicos.(com agência Sputnik Brasil)