Enviado de Trump tentou negociar secretamente a saída de Maduro, revela Bloomberg

No mês passado, na Cidade do México, um influente funcionário da administração Trump se reuniu com um representante do governo Maduro a fim de tentar negociar a saída pacífica do líder venezuelano, escreve agência de notícias

Foto: Sputnik / Yevgeny Biyatov
Credit...Foto: Sputnik / Yevgeny Biyatov

De acordo com quatro pessoas familiarizadas com o assunto, o ex-diretor interino da Inteligência Nacional e ex-embaixador dos EUA na Alemanha, Richard Grenell, e o político venezuelano próximo de Maduro, Jorge Rodríguez, se encontraram na capital mexicana, revela Bloomberg.

Segundo duas dessas fontes, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e outros funcionários do Departamento de Estado não foram avisados com antecedência sobre o encontro.

As fontes ainda revelaram que Grenell visava debater a saída de Maduro, mas não se sabe se Rodríguez e Maduro estavam abertos à essa possibilidade. De qualquer modo, as conversações não tiveram sucesso.
A agência aponta que o presidente dos EUA, Donald Trump, procurou alcançar uma série de êxitos na política externa antes da eleição presidencial, que acontecerá em 3 de novembro, incluindo acordos de paz no Oriente Médio, retirada de tropas norte-americanas de vários países e libertação de cidadãos dos EUA alegadamente mantidos reféns na Síria.

Por sua vez, Mike Pompeo e Elliott Abrams, que é representante especial dos EUA para a Venezuela e o Irã, só souberam da viagem de Grenell depois de ela ter sido concluída.

O embaixador dos EUA no México, Christopher Landau, também não foi informado com antecedência da viagem, segundo uma fonte próxima.

Jorge Rodríguez se recusou a comentar o assunto, assim como os porta-vozes do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca e do Departamento de Estado dos EUA. (com agência Sputnik Brasil)