Jornal do Brasil

Internacional

Seul diz que EUA e Coreia do Norte retomarão diálogo "em breve"

Jornal do Brasil

Os Estados Unidos e a Coreia do Norte devem retomar as conversas sobre desnuclearização em breve, e elas correrão bem, disse uma autoridade de alto escalão da Coreia do Sul nesta quinta-feira, o que aumenta as esperanças de avanço nas negociações depois de um impasse prolongado.

O vice-conselheiro de segurança nacional sul-coreano, Kim Hyun-chong, fez a avaliação otimista depois de se encontrar com o enviado dos EUA para a Coreia do Norte, Stephen Biegun, em Seul.

"Minha impressão foi que a Coreia do Norte e os Estados Unidos dialogarão em breve, e que correrá bem", disse Kim aos repórteres após a reunião de uma hora, sem dar detalhes.

As conversas visando o desmantelamento dos programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte travaram desde uma segunda cúpula mal-sucedida entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, no Vietnã em fevereiro.

Trump e Kim se reencontraram na fronteira intercoreana em junho e concordaram em retomar negociações de trabalho.

Mas Pyongyang lançou uma série de mísseis de curto alcance desde então, repudiando os exercícios militares conjuntos EUA-Coreia do Sul e a adoção de novas armas e criticando o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, por ser "impudente".

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores norte-coreano lastimou nesta quinta-feira a aquisição sul-coreana de caças antirradar norte-americanos F-35, dizendo que sua nação não está interessada em um diálogo "acompanhado de ameaças militares".

Kim Hyun-chong disse que Biegun expressou gratidão pela reação moderada da Coreia do Sul à crítica do vizinho do norte.

Na quarta-feira, Biegun, a cargo das conversas de trabalho, disse estar preparado para "se engajar" assim que seus colegas norte-coreanos também estiverem.



Tags: Coreia EUA