EUA impõem sanções contra chanceler do Irã

Medidas incluem o congelamento de todos os ativos que o ministro possa ter nos EUA

REUTERS/Leah Millis
Credit...REUTERS/Leah Millis

WASHINGTON, EUA (FOLHAPRESS) - O Departamento de Tesouro dos EUA anunciou nesta quarta-feira (31) a aplicação de sanções contra o chanceler do Irã, Mohamad Javad Zarif,  em um momento de agudização das tensões entre os dois países.

"Javad Zarif implementa a temerária agenda do líder supremo do Irã [aiatolá Ali Khamenei] e é o principal porta-voz do regime no mundo", afirmou nota do secretário do Tesouro, Steven T. Mnuchin.

As sanções incluem o congelamento de todos os ativos que o ministro possa ter nos EUA e a proibição de negócios com ele.

"Os EUA estão mandando uma mensagem clara ao regime iraniano de que seu comportamento recente é completamente inaceitável", afirmou ainda a nota.

Em uma rede social, Zarif afirmou os EUA o penalizaram porque representa uma ameaça à agenda americana. 

"A razão dos EUA para me designar é que eu sou o 'principal porta-voz do Irã no mundo'", afirmou Zarif. "A verdade é assim tão dolorosa? Elas [as sanções] não têm nenhum efeito sobre mim ou sobre minha família, já que não tenho propriedades ou interesses fora do Irã."

"Obrigado por me considerar tamanha ameaça à sua agenda", acrescentou o chanceler. 

Em 24 de junho, o Tesouro americano já havia imposto sanções contra o aiatolá Khamenei como parte da estratégia impulsionada por Washington para pressionar o Irã por seu programa nuclear.