Biden e Sanders superam Trump em pesquisa no disputado Estado do Michigan

Como sinal precoce da potencial fragilidade da trajetória do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, rumo à reeleição, dois importantes pré-candidatos presidenciais democratas estão ofuscado o republicano em uma pesquisa com eleitores do Michigan divulgada nesta quarta-feira.

O Michigan deve ser um Estado muito disputado na eleição de novembro de 2020, e será crucial para as esperanças de Trump de conquistar um segundo mandato de quatro anos.

A pesquisa com eleitores prováveis mostrou que o ex-vice-presidente Joe Biden e o senador Bernie Sanders teriam uma vantagem de 12 pontos percentuais sobre Trump se a votação acontecesse hoje.

Só 36% dos eleitores prováveis do Michigan disseram que votaria em Trump, revelou a sondagem.

O Estado, que não votava em um republicano para presidente desde 1988, chocou observadores políticos em 2016 ao apoiar Trump e ajudá-lo a chegar à Casa Branca.

Vencer no Michigan será essencial para Trump conseguir ser reeleito, assim como ganhar no Wisconsin e na Pensilvânia, que têm padrões de votação semelhantes.

A pesquisa com 600 eleitores do Michigan, realizada pelo Glengariff Group, com sede em Lansing, a capital estadual, através de entrevistas por telefone, tem uma margem de erro de 4 pontos percentuais e foi publicada pelo The Detroit News e pela rede local WDIV-TV.

Um levantamento da Universidade Quinnipiac da Pensilvânia realizada no início de maio mostrou Biden à frente de Trump por 11 pontos percentuais.