Casa de opositor Leopoldo López é invadida em Caracas

Esposa do líder acusou agentes do Sebin de roubarem residência

A casa do opositor venezuelano Leopoldo López foi assaltada nesta quarta-feira (1), denunciou sua esposa Lilian Tintori, acusando agentes do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin) de serem os responsáveis pela invasão. "Foi o Sebin, o Sebin mau porque há agentes patriotas que querem a liberdade da Venezuela", disse em entrevista.


López e Tintori estão hospedados na residência do embaixador da Espanha em Caracas, Jesús Silva Fernández. Em sua conta no Twitter, a mulher do opositor afirmou que entraram em sua casa como "deliquentes, sem ordem de busca" e sem a presença dos moradores. "Destruíram a casa e roubaram nossas coisas", escreveu.


"Não sabemos qual era a intenção. Já sabiam que nem Leopoldo, eu, nem meus filhos estávamos em casa", completou Tintori, que publicou imagens de livros, documentos e móveis jogados no chão.
López é um dos mais populares líderes da oposição venezuelana e cumpria pena de mais de 13 anos de prisão domiciliar por conspiração, mas era considerado preso político pelos adversários de Maduro.