França enfrenta novos protestos com coletes amarelos

Ministério do Interior da França calcula que haja 115 mil manifestantes nas ruas de todo o país

A França enfrenta nesta quarta-feira (1º) mais uma série de protestos do movimento dos "coletes amarelos". Devido ao feriado mundial de 1 de maio, Dia do Trabalho, foram organizadas manifestações em várias partes do país por sindicatos, ecologistas e membros dos "gilets jaunes". Os "coletes amarelos" saem às ruas desde outubro de 2018 e há 24 sábados consecutivos para protestar contra o governo do presidente Emmanuel Macron e medidas sociais e econômicas.


O Ministério do Interior da França calcula que haja 115 mil manifestantes nas ruas de todo o país, sendo de 25 mil a 35 mil somente na capital, Paris. Ao menos 88 pessoas foram detidas na cidade em confrontos com a polícia até o momento.

O clima é de alta tensão em Paris devido à participação dos coletes amarelos, dos sindicatos e até de black blocs nos protestos.