Jornal do Brasil

Internacional

UE aprova lei que proíbe produtos plásticos até 2021

Países não poderão comercializar os plásticos oxidegradáveis

Jornal do Brasil

O Conselho Europeu aprovou nesta terça-feira (21) a diretiva que proíbe, a partir de 2021, o uso e a comercialização de produtos plásticos de utilização única em todos os países da União Europeia (UE).

A medida estabelece que os Estados-membros terão de garantir a reciclagem de 90% das garrafas de plástico até 2029, e exigir que a composição contenha 25% de obra-prima reciclada até 2025 e 30% até 2030.

A nova regra abrange o banimento dos chamados plásticos oxidegradáveis – que se dividem em minúsculas partículas ao se degradar – e produtos feitos de poliestireno expandido. Entre os objetos banidos estão pratos, talheres, cotonetes, canudos, varas de balão, copos, entre outros.

De acordo com a Confederação Nacional dos Cultivadores Diretos (Coldiretti), 27% dos italianos já evitaram comprar objetos plásticos, já que são resíduos que põem em perigo não apenas os animais no mar, mas também os de fazenda.

Vacas, ovelhas e cavalos também morrem sufocados por conta de resíduos plásticos, que são abandonados nos campos.

A Coldiretti também informou que 68% dos italianos acreditam que seria mais apropriado pagar um preço mais alto por esses produtos.