Após manifestação de Maduro, Guaidó reage: 'pessoas e forças armadas unidas pelo fim da usurpação'

Polícia usou bombas de gás contra manifestantes nesta terça-feira (30), em Caracas

O autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, voltou a se pronunciar na manhã desta terça-feira (30), após manifestação do presidente Nicolas Maduro. 

Macaque in the trees
REUTERS/Carlos Garcia Rawlins (Foto: Reuters)

Na publicação, o opositor afirma que este é o momento no país. "Os 24 estados do país tomaram a estrada: Calle sin retorno. O futuro nos pertence: pessoas e forças armadas unidas pela cessação da usurpação". 

 

No início desta terça-feira (30), ele declarou ter apoio de militares para pôr fim ao que ele chama de "usurpação" na Venezuela convocou populares para ir às ruas. 



REUTERS/Carlos Garcia Rawlins
Juan Guaidó