Governo espanhol diz que não apoia nenhum golpe militar

Porta-voz afirma que Venezuela 'precisa de eleições'

O governo espanhol declarou nesta terça-feira (30) que não apoia nenhum golpe militar na Venezuela, embora reconheça o líder da oposição, Juan Guaidó, como presidente legítimo do país.

Guaidó disse nesta terça-feira que iniciou a "fase final" de seu plano para depor o presidente Nicolás Maduro, convocando o apoio de civis e militares para cessar a "usurpação" de Maduro.

"Nós... não temos dúvidas de que a solução para a Venezuela tem de vir de mãos dadas com eleições, a Espanha não apoia nenhum golpe militar", disse a porta-voz do governo espanhol, Isabel Celaá.