Equipes de resgate socorrem pessoas afetadas por enchentes em Moçambique

Equipes de resgate correram para ajudar pessoas afetadas por enchentes na cidade de Pemba em Moçambique neste domingo, quando casas desmoronaram em um bairro e as fortes chuvas aumentaram o medo de que algo pior esteja por vir.

O ciclone Kenneth atingiu quinta-feira a província de Cabo Delgado, no norte do país, destruindo aldeias inteiras e matando pelo menos cinco pessoas. Desde então, deixou a região propensa a inundações e deslizamentos de terra com chuva, alertando que os rios poderiam estourar suas margens e deixar vastas áreas sob a água.

O empobrecido país do sul da África ainda está se recuperando de outro poderoso ciclone que o atingiu mais ao sul no mês passado, submergindo uma área de 3 mil quilômetros quadrados e matando mais de mil pessoas em Moçambique, Zimbábue e Malaui.

Enquanto uma forte tempestade castigava Pemba, lar de cerca de 200 mil pessoas, a água marrom começou a percorrer as ruas neste domingo.

Casas começaram a entrar em colapso no bairro norte de Natite, uma das áreas mais afetadas, informou a agência humanitária da ONU, OCHA, no Twitter.

Os moradores tentaram freneticamente tirar água de suas casas com baldes de plástico, mas muitos inundaram rapidamente a chuva torrencial. Outros empilhavam sacos de areia do lado de fora de suas casas para manter a elevação das águas para o lado fora, enquanto outros pequenos e rápidos rios se formavam, escavando trincheiras na rua.

Equipes de resgate levaram pelo menos 130 pessoas a centros em outros lugares da cidade no domingo, principalmente por barco, disse Salviano Abreu, porta-voz do braço humanitário da ONU.