Presidente do Sri Lanka pede demissão de ministro da Defesa

O presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, pediu nesta quarta-feira (24) a demissão do ministro da Defesa e do chefe da polícia do país por conta dos atentados que mataram mais de 350 pessoas no domingo de Páscoa.

Há suspeitas de que alertas de inteligência da Índia sobre uma possível ameaça terrorista dias antes dos ataques foram ignorados pelas autoridades cingalesas. Na última terça (23), Sirisena já havia anunciado que pretendia substituir os responsáveis pela segurança no país "dentro de 24 horas".