Governo britânico está aberto a compromisso com oposição sobre Brexit

O ministro britânico das Finanças, Philip Hammond, afirmou neste sábado que o governo não tem "linhas vermelhas" nas negociações, iniciadas na quarta-feira, com a oposição para encontrar uma solução ao processo do Brexit, atualmente bloqueado no Parlamento.

"Nas discussões com o Partido Trabalhista, nosso enfoque é que não temos linhas vermelhas", declarou Hammond à margem de uma reunião com ministros das Finanças da UE em Bucareste.

Hammond, partidário de uma ruptura suave com a UE - outros ministros do Executivo defendem uma linha dura -, pediu que o Partido Conservador permaneça aberto às sugestões que os demais possam fazer e admitiu que "algumas pessoas dentro do Partido Trabalhista fazem propostas".

Os comentários foram feitos depois que os trabalhistas criticaram a atitude do governo, ao considerar que não estava disposto a um compromisso ou a modificar sua posição nas negociações, que prosseguem neste sábado.

O governo conservador britânico se comprometeu a retirar o Reino Unido da união alfandegária europeia e do mercado único, para concretizar assim uma política comercial autônoma com terceiros países.

O Partido Trabalhista defende um Brexit mais suave, com união alfandegária e a permanência do país no mercado único.

A primeira-ministra Theresa May explicou na sexta-feira que, se as reuniões não apresentarem resultados rapidamente, o governo buscará um "consenso" ao apresentar várias opções aos deputados sobre a relação futura com a UE.

apz/cr/me/pc/fp