Arábia Saudita rejeita e condena posição americana sobre Golã

Trump decidiu reconhecer a anexação israelense das Colinas de Golã

A Arábia Saudita rejeitou a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer a anexação israelense das Colinas de Golã, que constitui uma violação do direito internacional, informou a agência oficial de notícias SPA.

Macaque in the trees
Trump recebe Bolsonado na Casa Branca (Foto: Jim WATSON / AFP)

"A Arábia Saudita expressa sua firme rejeição e condenação à declaração da administração americana de que reconhece a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã sírias ocupados", afirma o comunicado publicado pela SPA.

"Golã continua sendo uma terra árabe síria ocupada e reconhecê-la como israelense é uma violação da Carta das Nações Unidas", completa.

A decisão "terá efeitos negativos no processo de paz no Oriente Médio, assim como na segurança e estabilidade da região", destaca a nota oficial.

Israel conquistou grande parte do Golã sírio (1.200 quilômetros quadrados) durante a Guerra dos Seis Dias em 1967 e anexou a área em 1981.

A anexação nunca foi reconhecida pela ONU.