Coreia do Norte ameaça suspender diálogo nuclear com EUA

Declaração foi dada por diplomata norte-coreana nesta sexta (15)

A Coreia do Norte estuda suspender as negociações com os Estados Unidos sobre a desnuclearização da Península e retomar os testes nucleares e de mísseis, informou a agência russa Tass, citando uma diplomata norte-coreana, nesta sexta-feira (15).

Macaque in the trees
Presidentes dos EUA e Coreia do Norte se encontram nesta quinta-feira. (Foto: Saul Loeb / AFP)

 

De acordo com a vice-ministra do Exterior, Choe Son-hui, os norte-coreanos não têm a intenção de ceder de nenhuma maneira às demandas do governo do presidente Donald Trump e nem estão dispostos a participar de negociações desse tipo.

 

Para Choe, os Estados Unidos "jogaram fora uma oportunidade de ouro" durante a cúpula realizada entre os líderes, em Hanói, no Vietnã, no mês passado. Com isso, Kim poderá repensar a moratória sobre o lançamento de mísseis. A segunda reunião entre Kim e Trump terminou sem um acordo entre os líderes, principalmente porque o ditador queria que as sanções impostas ao seu regime fossem retiradas, pedido que o republicano não quis aceitar. As declarações da diplomata são a primeira insinuação da Coreia do Norte sobre uma ruptura nas conversas com Washington.

No entanto, ela afirmou que Kim ainda fará um anúncio oficial sobre sua posição em relação a futuras negociações em breve. Na tentativa de amenizar a fala de Choe, a Coreia do Sul afirmou que continuará intermediando o diálogo e considerou "prematuro avaliar a situação apenas com as palavras" da diplomata.