Unicef contra estigma decrianças do 'califado'

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) pediu nesta segunda-feira para não estigmatizar como "terroristas" as crianças que cresceram no autoproclamado "califado" do jihadista Estado Islâmico (EI). Segundo o Unicef, cerca de 3.000 crianças estão no campo de refugiados de Al-Hol, na Síria. "A mensagem de que essas crianças são indesejáveis está se espalhando", disse Geert Cappelaere, diretor da organização.