Barnier diz que negociações do Brexit estão agora em Londres

O negociador europeu, Michel Barnier, afirmou nesta segunda-feira que agora as negociações do Brexit estão em Londres, "entre o governo e o Parlamento", antes de informar os embaixadores da UE sobre os mais recentes movimentos.

"Nós fizemos propostas construtivas (...) Conversamos todo o fim de semana e, agora, as discussões, as negociações são entre o governo em Londres e o Parlamento britânico", declarou à AFP Michel Barnier em Bruxelas.

O cenário de um Brexit com acordo está em um beco sem saída desde que Westminster rejeitou o acordo concluído entre Londres e a UE e exigiu que a primeira-ministra britânica, Theresa May, negociasse novas garantias

Na sexta-feira, Barnier indicou que a UE expôs a Londres sua disposição de dar um "valor jurídico vinculante" aos compromissos alcançados em uma carta dos presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk, e da Comissão, Jean-Claude Juncker.

As equipes de negociação da UE e do Reino Unido tiveram "conversações técnicas" durante o fim de semana para tentar alcançar um compromisso, mas sem sucesso. De acordo com uma fonte europeia, as discussões não foram retomadas na segunda-feira.

Theresa May e Jean-Claude Juncker conversaram por telefone no domingo à noite e concordaram em permanecer em contato nesta segunda-feira, véspera da nova apresentação pela primeira-ministra britânica do acordo de divórcio ao Parlamento.

A oposição dos deputados britânicos se concentra no mecanismo idealizado para evitar o retorno de uma fronteira para bens entre Irlanda - país da UE - e a província britânica da Irlanda do Norte.

O Parlamento britânico teme que por esta salvaguarda, que busca preservar também o acordo de paz de Sexta-Feira Santa de 1998, o Reino Unido fique preso nas redes de um território alfandegário com a UE que impeça o país de negociar acordos comerciais com terceiros.

 

arp-tjc/ra/fp