Estudantes vão às ruas na Argélia contra candidatura de Buteflika

Milhares de estudantes de Ensino Médio foram às ruas neste domingo (10), na Argélia, para manifestar sua oposição à candidatura do presidente Abdelaziz Buteflika à reeleição.

No centro de Argel, mais de mil estudantes se concentraram para protestar contra um eventual quinto mandato de Buteflika. Houve passeatas em diferentes bairros da capital e em várias cidades do país. Em greve há dias, estudantes e professores também ocupam várias universidades espalhadas pelo território.

Além das manifestações estudantis, foi lançada neste domingo uma convocação de greve geral, que ecoou de maneira desigual pelo país.

Em Argel, os transportes públicos pararam de funcionar, e grande parte dos estabelecimentos comerciais no centro da capital permaneceu fechada.

Desde 22 de fevereiro, Buteflika enfrenta uma oposição popular sem precedentes desde sua primeira eleição, em 1999.

Em paralelo, um avião do Estado argelino, que havia aterrissado hoje de manhã no aeroporto de Genebra, decolou às 16h locais (12h em Brasília), pouco depois de uma caravana oficial chegar do hospital universitário dessa cidade. Buteflika foi internado em 24 de fevereiro nesse estabelecimento.

Em nota divulgada pela agência oficial de notícias APS, neste domingo, o governo informou que o presidente Abdelaziz Buteflika está de volta ao país, após ficar duas semanas hospitalizado em Genebra para "exames médicos periódicos".

 

bur-ayv/iw/pa/age/tt