EUA encerram acordos comerciais preferenciais com Índia e Turquia

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira que irão encerrar os acordos comerciais preferenciais com Índia e Turquia, alegando que as duas potências "já não cumprem" os critérios necessários para se beneficiarem do programa".

"Os Estados Unidos pretendem acabar com o status da Índia e Turquia de países em desenvolvimento beneficiários do GSP (sigla em inglês do Sistema Geral de Preferências)", programa que lhes permite uma penetração maior no mercado americano, anunciou em comunicado o gabinete do representante americano de Comércio (USTR).

Segundo Washington, a Índia não ofereceu garantias de que permitiria o acesso requerido a seu mercado, enquanto a Turquia está "suficientemente desenvolvida economicamente", motivo pelo qual ambas não se qualificam mais para o programa.

A nota destaca, ainda, que a decisão foi tomada a pedido do presidente americano, Donald Trump.

Sob o programa GSP, certos produtos podem entrar nos Estados Unidos livres de impostos se os países cumprirem os critérios de elegibilidade, incluindo "proporcionar aos Estados Unidos um acesso equitativo e razoável ao mercado".

"A Índia implementou uma ampla gama de barreiras comerciais que geram efeitos negativos sérios no comércio dos Estados Unidos", indica o comunicado.

No caso da Turquia, o USTR alegou que, após ser designada beneficiária do GSP, em 1975, mostrou "um alto nível de desenvolvimento econômico", o que significa que pode ser "graduada" do programa.

 

leo/iba/llu/rsr/lb