EUA devem interromper exercícios militares anuais conjuntos com Coreia do Sul

As Forças Armadas dos Estados Unidos devem cancelar grandes exercícios militares anuais conjuntos com a Coreia do Sul, afirmaram duas autoridades americanas nesta sexta-feira. O governo do presidente Donald Trump tem considerado essa iniciativa muito cara e, segundo as fontes, ela deve ser substituída por exercícios menores, concentrados no treinamento com aliados.

O Pentágono deve anunciar o fim dos exercícios neste fim de semana. A rede NBC News foi a primeira a ter noticiado a decisão.

O presidente americano, Donald Trump, reclamou do custo de "US$ 100 milhões" dos exercícios, durante visita ao Vietnã, onde se reuniu com o líder norte-coreano, Kim Jong-un. Oficiais militares, contudo, disseram que os exercícios saíram por US$ 14 milhões no ano passado. O orçamento anual da defesa americana é de US$ 700 bilhões.

A Coreia do Norte reclama desses exercícios, vendo-os como uma provocação. Fonte: Dow Jones Newswires.