Em maratona jurídica, Kirchner acusa juiz

A ex-presidente argentina Cristina Kirchner prestou, ontem, por duas horas, oito depoimentos ao juiz Claudio Bonadio. Em depoimento, Cristina disse ser vítima de "arbitrariedades judiciais" nas investigações de Bonadio sobre os chamados Cadernos de Óscar Centeno, motorista do ex-ministro Julio de Vido. A senadora também disse que se montava uma operação midiática: "Criam um monte de processos para gerar noticias de alto impacto".