Trump anuncia libertação de americano sequestrado no Iêmen

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira (25) que um americano foi libertado depois de ter passado 18 meses sequestrado no Iêmen.

Danny Burch foi "libertado e se reuniu com sua esposa e filhos", disse Trump em uma mensagem em sua conta do Twitter.

Macaque in the trees
Trump diz que conversas com a China estão indo bem e que espera ter reunião com Xi Jinping (Foto: Mandel Ngan/AFP)

Trump não informou quem manteve Burch como refém, mas destacou "o apoio dos Emiratos Árabes Unidos para devolver Danny para sua casa".

Segundo a família de Burch, que é nativo do Texas e viveu no Iêmen durante mais de duas décadas, foi sequestrado na capital, Sanaa, em setembro de 2017.

"Recuperar os reféns americanos é das prioridades de minha (administração)", disse Trump.

Um grande número de estrangeiros foi sequestrado no Iêmen por tribos armadas do país para negociar pagamentos ou utilizá-los como moeda de intercâmbio em disputas locais, mas também foram capturados alguns por parte de membros da rede de Al-Qaeda.

Em um telefonema à AFP no momento de seu sequestro, a esposa de Burch, Nadia Forsa al-Harazi, havia instado aos rebeldes xiitas huthis a libertar seu marido.