Islândia amplia cota de caça a baleia até 2023

A Islândia ampliou sua cota de caça de baleias até 2023, política condenada pela comunidade internacional. O ministro da Pesca e Agricultura islandês, Kristjan Thor Juliusson, anunciou na terça-feira que a cota anual será de 209 capturas para a baleia-comum, contra 161 em 2018, e de 217 para a baleia-minke, contra 262 em 2018, até 2023. A baleia-comum é o segundo maior mamífero, depois da baleia-azul, enquanto a baleia-minke é uma das menores baleias.