Câmara dos EUA aprova lei orçamentária negociada por democratas e republicanos

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou, na noite desta quinta-feira, 14, por 300 votos a 128, o projeto de lei orçamentária negociado em conjunto por republicanos e democratas. Como o texto já havia sido aprovado no Senado, basta agora a sanção do presidente Donald Trump para que passe a valer, o que evitaria uma nova paralisação das atividades do governo americano a partir desta sexta-feira, 15.

A Casa Branca informou que Trump deve assinar o projeto e, em seguida, declarar emergência nacional para buscar mais verbas para a construção do muro na fronteira sul dos EUA. O pacote acordado entre republicanos e democratas destina US$ 1,375 bilhão para 88 quilômetros de barreiras na fronteira que já existem em algumas cidades americanas - o valor é bastante inferior ao exigido por Trump, que desejava US$ 5,7 bilhões para erguer um muro de concreto ou de aço.

Se Trump declarar emergência nacional, espera-se que os democratas da Câmara apresentem uma contestação legal, embora os líderes do partido não tenham especificado o próximo passo. Tal resolução teria como objetivo acabar com o estado de emergência, mas, mesmo que passasse por ambas as Casas do Congresso, provavelmente não sobreviveria a um veto presidencial.