El Salvador vai às urnas

SAN SALVADOR - Os salvadorenhos vão às urnas hoje para eleger um novo presidente, com o ex-prefeito da capital, Nayib Bukele, como favorito nas pesquisas, o que pode acabar com o histórico revezamento da direita e da esquerda no poder.

Pouco mais de 5,2 milhões de pessoas estão habilitadas a votar para eleger o presidente e o vice-presidente que governarão El Salvador de 1º de junho de 2019 a 31 de maio de 2024. De acordo com as pesquisas, a votação será decidida entre o ex-prefeito de San Salvador, Nayib Bukele, do conservador Grande Aliança pela Unidade Nacional (Gana), e o empresário de supermercados Carlos Calleja, da direitista Aliança Nacionalista Republicana (Arena).

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://midias.jb.com.br/_midias/jpg/2019/02/02/97x70/1_000_1cp4x5-216026.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c55e3e44857e', 'cd_midia':216033, 'ds_midia_link': 'https://midias.jb.com.br/_midias/jpg/2019/02/02/627x418/1_000_1cp4x5-216026.jpg', 'ds_midia': 'O ex-prefeito Nayib Bukele é o candidato favorito à presidência de El Salvador 
', 'ds_midia_credi': 'Oscar Rivera/AFP', 'ds_midia_titlo': 'O ex-prefeito Nayib Bukele é o candidato favorito à presidência de El Salvador 
', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '627', 'cd_midia_h': '418', 'align': 'Left'}

Eles vão disputar o governo de um país que nos últimos anos tem visto ex-presidentes que enfrentam acusações de corrupção, enquanto milhares de pessoas emigram para os Estados Unidos fugindo da pobreza e da violência criminal. Segundo as pesquisas, a insegurança devido à violência dos homicídios, gerada principalmente por gangues, e a fraca economia são os principais desafios que o futuro governo enfrentará.

Em um distante terceiro lugar está o candidato da governista Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN, esquerda), o ex-ministro das Relações Exteriores Hugo Martínez, a quem as pesquisas mostram poucas chances de vitória. No caso de nenhum dos candidatos atingir a metade mais um dos votos válidos, o segundo turno acontecerá em 10 de março.