Reino Unido critica descrição de Gibraltar como 'colônia' pela UE

O governo britânico reagiu com indignação à descrição de Gibraltar como uma "colônia" em um documento do Conselho Europeu publicado nesta sexta-feira (1) .

O documento, que apresenta propostas para permitir aos britânicos uma breve permanência sem visto no espaço Schengen - a área de 26 países europeus sem controle de fronteira - continha esta descrição em uma nota de rodapé.

Macaque in the trees
Grã-Bretanha (Foto: Ben STANSALL / AFP)

"É completamente inaceitável descrever Gibraltar desta maneira", disse o porta-voz da primeira-ministra Theresa May à imprensa.

"Gibraltar é um membro pleno da família britânica e isso não mudará com a nossa saída da UE", acrescentou.

O próprio governo de Gibraltar reagiu alegando que a situação legal do território "não é objeto de discussão".

"O uso de tal linguagem, se materializada nos documentos finais, não ajuda a criar um clima de compreensão e confiança entre Gibraltar e Espanha, enquanto se prepara para deixar a UE", disse o governo em nota.

Para as autoridades de Gibraltar, a situação "é irrelevante para a nossa saída da UE e diz mais sobre a obsessão anacrônica da Espanha com Gibraltar do que qualquer outra coisa. Isso está totalmente deslocado na Europa de hoje".

Gibraltar, onde vivem 33 mil pessoas, foi cedida ao Reino Unido pela Espanha em 1713, após a Guerra de Sucessão Espanhola e é um território autônomo britânico no exterior.

Ele compartilha uma fronteira de 1,2 quilômetro com a Espanha, então as implicações do Brexit fizeram parte das negociações com Bruxelas.