EUA pede que norte-americanos não viajem para Venezuela

Os Estados Unidos pediram nesta terça-feira (29) a seus cidadãos que evitem viajar para a Venezuela, país imerso em uma profunda crise, por diferentes riscos e pela capacidade limitada da representação norte-americana de prestar assistência.

"Não viagem para a Venezuela devido à criminalidade, à agitação social, à pobre infraestrutura de saúde e às prisões e detenções arbitrárias de cidadãos norte-americanos", afirmou o Departamento de Estado.

"Há escassez de alimentos, de eletricidade, de água, de assistência médica e de medicamentos em grande parte da Venezuela," acrescentou.

A advertência indica que a embaixada norte-americana "tem capacidade limitada de proporcionar serviços de emergência" na Venezuela.

A Venezuela se torna assim o único país do hemisfério ocidental com um alerta "Nível 4" do Departamento de Estado em relação a viagens. Este é o mesmo nível que em zonas bélicas como Síria e Iêmen. Os norte-americanos, entretanto, não são proibidos de viajar.