Opositor camaronês, Maurice Kamto, é detido

O opositor camaronês Maurice Kamto, segundo na eleição presidencial de outubro e que reivindica a vitória nas urnas, foi detido nesta segunda-feira (28) em Duala, disse à AFP Emmanuel Simh, vice-presidente de seu partido.

Maurice Kamto "foi detido no domicílio de Albert Dzongang (um de seus apoios), foi trasladado à polícia judicial de Duala", a capital econômica, declarou Simh, vice-presidente de Movimento para o Renascimento de Camarões (MRC), confirmando uma informação de uma fonte próxima às autoridades de Duala.

Macaque in the trees
Maurice Kamto (Foto: Reinnier Kaze / AFP)

Albert Dzongang e Christian Penda Ekoka, um economista que apoia Kamto, também foram detidos na casa do primeiro, disse Simh à AFP.

Contactadas pela AFP, as autoridades não quiseram comentar os fatos.

Após a prisão de Kamto, cerca de 300 pessoas se concentraram nos arredores da casa de Dzongang, segundo um jornalista da AFP no local. Disparos para alto dispersaram a multidão.

O MRC convocou várias marchas contra a reeleição de Paul Biya, 85 anos e 36 no poder.