Adido militar da Venezuela em Washington desconhece Maduro (AFP)

O adido da Defesa da Venezuela em Washington, coronel José Luis Silva, disse desconhecer Nicolás Maduro como presidente legítimo do país e pediu aos "irmãos militares" que apoiem o líder do Parlamento, Juan Guaidó, como presidente interino - declarou o próprio neste sábado (26) à AFP.

Silva alegou não reconhecer o "presidente Nicolás Maduro por considerá-lo um usurpador" e "reconhece Juan Guaidó como presidente interino legítimo".

"Esta posição é conforme a Constituição e as leis da Venezuela e faço um apelos aos meus irmãos militares que se somem ao apoio a Guaidó", acrescentou o coronel.