Vítimas de abuso de sacerdote costa-riquenho querem se encontrar com papa Francisco

Dois costa-riquenhos que afirmam ter sofrido abusos sexuais de um sacerdote durante a adolescência desejam encontrar com o papa Francisco durante sua visita ao Panamá para buscar seu apoio na tentativa de justiça.

Michael Rodríguez, de 38 anos, e Anthony Venegas, de 33, enviaram uma carta a Francisco para pedir a audiência. Embora saibam que a missiva foi entregue, não receberam resposta.

Macaque in the trees
Papa Francisco (Foto: Tiziana FABI / AFP)

"Por meio de uma pessoa conseguimos entregar uma carta ao papa, dissemos-lhes que gostaríamos de ter uma audiência com ele, dizer-lhe de frente o que vivemos, entregar provas contundentes", disse à AFP Rodríguez, engenheiro que trabalha com equipe médica.

Ele acrescentou que "coube ao papa um período difícil, após décadas de acobertamento nas quais (a hierarquia católica) se encarregava de deixar tudo escondido para evitar escândalos".

"Este país precisa que Roma preste atenção nele", afirmou Venegas, técnico dentista. "Precisamos que se deem conta de que não é só nos Estados Unidos e no Chile que essas coisas acontecem. Na Costa Rica e na América Central também, mas ninguém nos vê novamente", lamentou.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais